1 de julho de 2014

A Pioneira - 10 anos da participação de Dindry Buck no Tá na Mão, o primeiro reality show da TV Brasileira a ter a participação de uma Drag Queen

O que achou disso? 
E lá se foram 10 anos...
A Drag Queen Dindry Buck ainda lembra como se fosse hoje quando o produtor André, da TV Bandeirantes, frequentador da Boate Freedom, fez um convite para a mesma se ela aceitaria participar da seleção para o reality show da emissora que entraria em sua segunda edição.
O Tá na Mão era uma reality show apresentado por Otávio Mesquita que tinha 12 participantes que lutavam contra seus limites. Ao redor de um carro, tinham que ficar de pé, acordados e com uma das mãos apoiadas no mesmo, quem ficasse mais tempo ganharia dois Peugeot como prêmio.
Dindry Buck foi até a Band, participou da seleção e ainda teve o privilégio de conversar com a diretora do reality, Marlene Mattos (ex diretora do programa da Xuxa, que na época acabava de ser contratada pela Band para renovar a programação da emissora do Morumbi), entregou o Manual da Drag Queen para a mesma que foi lançado meses antes no ano de 2004.
A espera demorou apenas uma semana e quando menos se esperava a produção entrou em contato com Dindry dizendo que precisaria gravar um take dela montada para ver se era viável sua participação. No meio da gravação, ela abre um envelope que a produção entrega a mesma e assim fica sabendo que foi uma das selecionadas.

Alegria ímpar, medo do que viria pela frente...

Dindry Buck se tornaria assim a primeira Drag Queen a participar de uma reality show na TV Brasileira.

Marlene Mattos, fui fundamental para o sucesso do programa e da participação de Dindry Buck. A diretora pediu para que a Drag Queen participasse desmontada pois devido o desgaste físico e emocional poderia acontecer alguns acidentes: peruca cair, maquiagem borrar, cair do salto e ser desclassificada por coisas bobas...
Dindry Buck topou, escolheu como seu fiel escudeiro, aquele responsável por manter a Drag Queen acordada e cuidar da mesma na participação o programa, o amigo Eduardo Moraes.
A Drag Queen conseguiu ficar 33 horas acordada e quando viu que tinha atingido seu limite, resolveu desistir, informou aos produtores e então tirou a mão do carro e voltou para casa.
Na entrada a noite, ao vivo, no Programa Tá Na Mão, a Drag Queen apareceu com todo o glamour e alegria que lhes é peculiar. Brincou com o apresentador e com os participantes.
A grande vencedora foi a bailarina e hoje empresária Ivi Mesquita.
Um momento único e maravilhoso que com certeza marcou e muito a carreiria da Drag Queen Dindry Buck e que esse ano, completam 10 anos.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...