25 de novembro de 2011

Juiz proíbe lançamento de livro que afirma homossexualidade de Lampião, o Rei do Cangaço

O que achou disso? 
O Juiz Aldo Albuquerque, da 7ª Vara Cível de Aracaju (SE), proibiu a publicação e comercialização do livro “Lampião – o Mata Sete” de autoria do juiz aposentado Pedro de Morais.
A ação foi movida por familiares do rei do cangaço que se sentiu ofendida com a parte que é de conhecimento de todos: Lampião manteve uma relação homoafetiva com o cangaceiro Luiz Pedro que também seria namorado de Maria Bonita.
Segundo o autor que teve sua obra proibida de ser lançada minutos antes da noite de autógrafos e já recorreu da sentença, Pedro estuda há anos sobre Lampião e juntando artigos de revistas, fatos, diz "não ter nada contra a homossexualidade, apenas citou o ocorrido como um fato histórico. A teoria da homossexualidade de Lampião existe há mais de 40 anos, ex-cangaceiros e remanescentes do bando sempre citaram isso e esse é apenas um dos tópicos do livro, não o tema central", afirma o autor.

Confira matéria na íntegra no site UOL:
http://noticias.uol.com.br/cotidiano/2011/11/25/justica-proibe-lancamento-de-livro-que-aponta-homossexualidade-de-lampiao-e-adulterio-de-maria-bonita.jhtm

Para quem não sabe, o jornal O Lampião de Esquina, o precursor no movimento LGBT era uma homenagem ao Rei do Cangaço, circulou de 1978 a 1981, na época da abertura política, durante o abrandamento da censura e teve grandes nomes entre seus idealizadores: o pintor Darcy Penteado, Aguinado Silva (que não sei porque está escrevendo Fina Estampa de uma forma que incita o preconceito), João Silvério Trevisan, dentre outros.
Querem conhecer um pouco mais dessa preciosidade, acesse os arquivos em PDF no site do Grupo Dignidade do professo Luis Mott:
http://www.grupodignidade.org.br/blog/?page_id=53

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...